A reunião corresponde ao segundo encontro de uma rede de pesquisa sobre empresas e violações de direitos humanos, financiada pela Fundação Ford. Nesse  encontro, os pesquisadores socializaram seus diagnósticos nacionais e apontaram a metodologia da segunda fase da pesquisa que abrange Argentina, Chile, Colômbia, Brasil, Peru, Paraguai e México.

 

 


A próxima reunião será em outubro de 2017 no México.